Sinuca de bico: Daniel, Pedroca, MDB, PSD e 2020

Algumas pitadas de ponderação e razão são necessárias, caso o MDB de São João Batista pretenda enfrentar as urnas em 2020, e com viabilidade eleitoral. Mais do que avaliar os números entregues pelas urnas aos seus candidatos, o vice Pedroca vai indicar sua consideração aos acordos com PSD ao declarar ou não apoio a Gelson Merisio no segundo turno. Por palavra, o prefeito Daniel Cândido apoiou Peninha, do MDB, na disputa por uma vaga na Câmara dos Deputados. O combinado, não custa caro.

Desconsiderar a relação entre as duas siglas, pode ser fatal na formação de um projeto viável para 2020. Momento pede calma e dialogo. Sociedade entre os dois partidos vem de 2012, quando Cândido foi eleito prefeito. Manutenção do compromisso em 2016 firmou as bases para que o PSD inverta a lógica na próxima disputa municipal e ceda a cabeça de chapa. No combinado, a presidência da Câmara em 2019 será do MDB. Em 2020 o PSD indica o vice.

Caso o MDB decida-se pelo orgulho e questões pessoais na definição do segundo turno do Estado e deixe Merisio de escanteio, poderá mostral falta de compromisso com Daniel. Para convencer Pedroca e os emedebistas da dependência que tem do PSD e de Daniel para 2020, o resultado nas urnas deveria ser suficiente.

A título de comparação Gelson Merisio ficou com 4.458 votos, Mauro Mariani com 2.882 e o Comandante com 6.390. Merisio foi o candidato do prefeito Daniel Candido e Mariani do vice Pedroca e é evidente a vantagem do pesedista sobre o candidato do MDB. Na disputa para Assembleia Legislativa a cena se repete. Observando a linha do tempo da relação entre os partidos é fácil ponderar que numa inversão de posições Daniel apoiaria o candidato do MDB em respeito ao vice.

Próprio desenho em quem se deu a vitoria em 2012 deveria servir como estimulo. Não fosse a junção de forças entre MDB e PSD, com a costura e adesão de lideranças, é improvável que aquele pleito seria bem sucedido. E a matemática revela que desgastar a parceria nesse momento dificultaria o projeto da sucessão.

Entre Daniel e Pedroca tem palavra e compromisso para 2020. No que tange apoio ao Peninha, Daniel cumpriu. Tudo se encaminha para que a eleição da Câmara respeite o acordado. Justo agora que Pedroca e o MDB batistense, retribuam. Por hora, Leoncio Cipryani já garantiu que vota no 55, respeitando a coligação em São João Batista e o projeto futuro. É posição.